Relatório de
Sustentabilidade 2014
A
A
×

Contato

×

Avalie este Relatório

Biodiversidade

Nas fases de implantação e operação de seus empreendimentos e instalações, a Chesf executa ações de monitoramento, controle, verificação e mitigação de impactos na biodiversidade, inerentes ao processo de licenciamento ambiental. No conjunto dessas ações, são avaliados e identificados os eventuais impactos na área de influência do empreendimento. As verificações podem resultar em alterações e adequações nos projetos, tais como mudança de traçado de linhas de transmissão. As adequações são realizadas para preservar e reduzir a interferência em áreas de alto valor da biodiversidade.

Em empreendimentos lineares, como longas Linhas de Transmissão de Energia Elétrica, geralmente ocorrem impactos em Áreas de Preservação Permanente (APP). Para minimizá-los, é adotado o procedimento de elevação de torres, quando necessária a implantação das mesmas. Mesmo com medidas de segurança, programas de replantio seletivo no entorno dos empreendimentos e de resgate de fauna e flora são realizados. As ações ocorrem tanto nos empreendimentos de transmissão como nos reservatórios de hidrelétricas.

Na Gestão Ambiental de empreendimentos de transmissão, foram executados:

• Monitoramento e Manutenção da Faixa de Servidão
• Programa de Controle dos Processos Erosivos e Recuperação de Áreas Degradadas
• Monitoramento Arqueológico
• Programa de Monitoramento da Flora e Salvamento de Germoplasma

Um dos impactos das Usinas Hidrelétricas é a alteração do regime hídrico do rio, que provoca impactos na fauna aquática. Para mitigar os prejuízos ambientais, a Chesf mantém uma estação de piscicultura, usada no repovoamento do rio e dos reservatórios.

Para recuperação de matas ciliares e de outras áreas degradadas, a Chesf mantém um viveiro florestal para produção, plantio e distribuição de mudas nativas da região.

67.000
MUDAS
Projeto de Revitalização do Rio São Francisco
20.800
MUDAS
Programa de Fomento ao Reflorestamento das Áreas de Preservação Permanente no Entorno dos Reservatórios da Usina de Pedra (BA) e 10.030 mudas na Usina de Funil (BA). Objetivo do programa é plantar 100 mil mudas de espécies nativas em área de 100 hectares.

HABITATS PROTEGIDOS OU RESTAURADOS

Em 2014 foi dada continuidade à execução do contrato para o Serviço de Recomposição da Mata Ciliar no Baixo São Francisco e Tributários, contemplando o trecho de Paulo Afonso (BA) até a Foz do rio São Francisco.

O Programa de Recuperação de Áreas Degradadas foi desenvolvido nos empreendimentos de Sobradinho, Boa Esperança e Itaparica e o reflorestamento das margens do entorno dos reservatórios de Pedra e Funil (BA) teve continuidade em 2014.

Para a recuperação de ambientes aquáticos, foram realizados peixamentos com alevinos de espécies autóctones das respectivas bacias hidrográficas nos reservatórios de Itaparica (878.614 alevinos) de Moxotó (111.219 alevinos) Jusante de Xingó (60.640 alevinos), localizados no rio São Francisco e no reservatório de Boa Esperança ( 46.572 alevinos), localizado no rio Parnaíba, exclusivamente com espécies nativas da bacia, num total de 1.097.045 alevinos no rio São Francisco e no rio Parnaíba. A Chesf tem buscado uma metodologia adequada que permita a avaliação da recuperação obtida por meio dos peixamentos efetuados.

Em programas voltados para a Biodiversidade e Qualidade de Água também foram implementadas as seguintes ações:

• Monitoramento dos Ecossistemas Aquáticos em Sobradinho (BA), Itaparica (PE/BA) e Complexo Paulo Afonso (BA)
• Monitoramento dos Gases Dissolvidos em Xingó (AL/SE)
• Monitoramento da Cunha Salina no Baixo São Francisco
• Monitoramento do Rio São Francisco durante a baixa vazão (Qualidade de Água, Macrófitas, Cunha Salina e Processos Erosivos)
• Peixamentos dos reservatórios do São Francisco e do Baixo Rio São Francisco - através da Piscicultura de Paulo Afonso - e do Reservatório de Boa Esperança (PI), por meio da Estação de Piscicultura Dourival Guimarães

PROTEÇÃO DE ESPÉCIES

A Chesf realiza diversas ações destinadas à conservação dos ecossistemas. Entre elas destaca-se o programa de levantamento e monitoramento de fauna e flora, executado por uma equipe de especialistas contratados com acompanhamento técnico da equipe da Chesf. Após a realização das atividades de campo, são emitidos relatórios técnicos que passam por avaliação da empresa para encaminhamento e avaliação pelos órgãos licenciadores.

Durante o trabalho de controle em áreas degradadas, a Chesf realizou o monitoramento da ave “Penélope jacucaca” na LT Milagres/Coremas C2, espécie em risco de extinção.

Espécies ameaçadas e vulneráveis*em 2014
Criticamente ameaçadas de extinção0
Ameaçadas de extinção39 espécies
Vulneráveis32 espécies
Quase ameaçadas0
Pouco preocupantes236 espécies

*Considerando Lista Nacional e Lista Vermelha da IUCN (International Union for Conservation of Nature) Obs: as informações reportadas neste indicador estão restritas as atividades de geração da Chesf.

Desempenho Ambiental
Desempenho Ambiental